No último dia 17 de outubro, presidente da Abramge – Associação Brasileira de Planos de Saúde – Reinaldo Scheibe participou de reunião do CEDES – Centro de Estudos e Debates Estratégicos – da Câmara dos Deputados, em Brasília, onde teve a oportunidade de acompanhar palestras técnicas sobre estudo em Atenção Primária à Saúde no Brasil. O evento contou com a participação de representantes do setor privado da atenção à saúde e sociedades profissionais, além do Deputado Dr. Luiz Ovando (PSL/MS), relator do documento “A relevância do diagnóstico clínico para uma ação eficaz na atenção básica de saúde”.

Participaram como palestrantes: Carlos Vital Tavares Corrêa Lima, presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM); Manoel Carlos Neri da Silva, presidente do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN); Breno de Figueiredo Monteiro, presidente da Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde); Nulvio Lermen, médico representante da Associação Brasileira de Planos de Saúde (ABRAMGE).

A questão a ser estudada pelo CEDES relaciona-se a uma percebida baixa efetividade do modelo de atenção primária do SUS. Deseja-se, portanto, como objetivo geral, investigar qual a efetividade do modelo de atenção primária do SUS, comparando-o com outros sistemas universais de saúde, mapear os gargalos para melhorar o desempenho do modelo brasileiro e propor alterações na esfera legislativa, executiva e instituições pertinentes, além de indicar meios para a ampliação de sua efetividade.

O CEDES é um órgão técnico-consultivo, ligado à Presidência da Câmara dos Deputados, composto por 23 parlamentares, os quais têm a atribuição de propor uma agenda de atividades e conduzir estudos estratégicos para o Brasil, desenvolvidos com o suporte técnico de equipes multidisciplinares da Consultoria Legislativa. O trabalho do Colegiado é dedicado a análise, discussão e prospecção de temas de grande relevância nacional e caráter inovador ou com potencial de transformar as realidades econômica, política e social do nosso país.

Os resultados das atividades são produzidos e publicados com alta densidade crítica e especialização técnica ou científica, que trazem apensados Projetos de Lei e/ou indicações ao Poder Executivo. As publicações são distribuídas para os parlamentares, acadêmicos, gestores, universidades, bibliotecas, especialistas afins com a matéria e organizações representativas da sociedade civil.

cedes 05

 

 

Compartilhe este conteúdo:

Telessaúde é a prestação de serviços de saúde a distância por meio de tecnologias da informação e comunicação, via computador ou aplicativos, por exemplo. O setor ganhou força com a pandemia do novo coronavírus, que evidenciou a necessidade de inovações tecnológicas para aumentar a segurança de profissionais da saúde e pacientes. E Reinaldo Scheibe esteve presente para a tomada dessa decisão

 

O 1º Encontro Virtual da CMB encerrou suas atividades nesta quinta-feira, dia 8/10. O último dia teve como enfoque o impacto econômico-financeiro nas operadoras e prestadores e contou com a presença de renomados palestrantes do setor.

A grande litigiosidade envolvendo a saúde suplementar, tanto coletiva quanto individual, está inundando os tribunais de demandas que poderiam ser resolvidas por meios consensuais. Esse fenômeno afeta o equilíbrio econômico das operadoras de planos de saúde e deve ser mitigadoCom essa tese, especialistas iniciaram nesta quarta-feira (23/9) a primeira Jornada Jurídica de Saúde Suplementar. O evento, que conta com a colaboração da ConJur, é organizado pelo Instituto de Estudos da Saúde Suplementar (IESS) e pelo Colégio Permanente de Diretores de Escolas de Magistratura (Copedem).

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realizou de maneira virtual, no dia 18/09, a 2ª Reunião técnica com membros da Câmara de Saúde Suplementar (CAMSS) sobre melhorias na RN 439, que dispõe sobre o processo de atualização periódica do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde e também debateu sobre o Projeto de Lei (PL) 6330/2019 que torna obrigatória a incorporação dos tratamentos antineoplásicos domiciliares de uso oral pelos usuários de planos de assistência à saúde.

A Câmara de Saúde Suplementar é um órgão de participação institucionalizada da sociedade na Agência Nacional de Saúde Suplementar – ANS, de caráter permanente e consultivo, que tem por finalidade auxiliar a Diretoria Colegiada nas suas discussões.

Após a realização da 16ª Reunião Extraordinária de Diretoria Colegiada, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) anunciou, nesta sexta-feira (21/08), que está suspensa, por 120 dias, a aplicação de reajustes aos contratos de planos de saúde para todos os tipos de plano: individual/familiar e coletivos - por adesão e empresariais. A suspensão terá início em setembro e será válida para reajustes anuais e por mudança de faixa etária dos planos de assistência médico-hospitalar. 

Os planos e seguros de saúde têm demonstrado seus méritos durante a pandemia, ao garantir cuidados e atendimentos aos beneficiários que precisam de atendimento, não apenas para covid-19, mas para as demais doenças. Também se mostram cada vez mais importantes por colaborar com o funcionamento de toda a cadeia de saúde do país, ajudando a desafogar o SUS. Por outro lado, os planos têm sido atingidos por medidas que, no intuito de proteger alguns, podem prejudicar todo o conjunto de usuários.

 

 

Rua Treze de Maio, 1540 - Bela Vista - São Paulo - SP | CEP.: 01327-002
Tel.: 11 3289-7511 / 11 4508-4799 / 11 4508-4774
© 2014 - Todos os direitos reservados

Política de privacidade

CERTIFICADO ISO 9001:2015

ISO:9001

Para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse, nós utilizamos cookies e tecnologias semelhantes. Para navegação funcionar corretamente será necessário política de privacidade