Editorial

Novos tempos

Com a intenção de abrir um canal de comunicação com o beneficiário de planos de saúde, a Abramge publicou em novembro de 1983 a primeira edição de Medicina Social. Na oportunidade, um jornal no formato tabloide com somente oito páginas, lançado para a exposição e troca de ideias na busca de opções para médicos, pacientes e todos os que, de forma direta ou indireta, pudessem exercer função no campo da assistência médica dentro da iniciativa privada.

Informando sobre os mais variados temas, o jornal prosseguiu, variando entre mensal e bimestral, como a única publicação voltada ao público externo da Abramge até dezembro de 1987, com um total de 39 edições.

A partir de janeiro de 1988 até 1995 (ano em que parou de ser publicado) o tabloide – com tiragem de 20 mil exemplares – passou a ser elaborado único e exclusivamente para médicos e começou a dividir suas atenções, concomitantemente, com a recém-inaugurada revista Medicina Social.

Com importantes alterações editoriais, a revista Medicina Social iniciou com tiragem de 35 mil exemplares e público renovado. Além de médicos, passaram também a recebê-la executivos mantenedores de planos de saúde para seus funcionários e dependentes, empresas potenciais compradoras de saúde suplementar, entidades e centros acadêmicos voltados à formação de prestadores de serviços à saúde, autoridades e, o mais importante, cidadãos comuns estimulados em saber como funciona a própria saúde.

No início de sua publicação a revista era mensal. Assim se seguiu até o ano 2000, quando se tornou bimestral e, já em 2002, trimestral – periodicidade adotada até a atual edição, que agora é anunciada, ser também, a última.
É motivo de orgulho para a Abramge ter alcançado, durante as mais de três décadas de circulação, a expressiva marca ininterrupta de 232 edições, entre jornal e revista.

A Medicina Social instruiu e colaborou significativamente, por meio da propagação da informação, com a melhoria da saúde do público em geral. Ensinou como prevenir, cuidar e, até mesmo, compreender melhor sobre determinada doença ou assunto. Temas não faltaram.

Sempre na vanguarda, a Abramge, no ano em que completará 50 anos de fundação, lançará um novo veículo editorial para aprofundar o debate de forma técnica, assim como analisar soluções e alternativas viáveis e coerentes com a realidade do setor de saúde suplementar. Para tanto, a entidade alterará inclusive seu título. A revista agora será a Visão Saúde.

A Abramge entende ser momento de demonstrar a seriedade da atuação dos planos de saúde no País, como funciona esse complexo setor, suas regulações e particularidades, até então desconhecidas da sociedade.

Com a certeza de continuar a ser tão ou mais instrutiva do que a já saudosa Medicina Social, não deixe de conferir a nova revista Visão Saúde que chegará em breve a seu endereço.

 

Compartilhe este conteúdo:


Rua Treze de Maio, 1540 - Bela Vista - São Paulo - SP | CEP.: 01327-002 | Tel.: 11 3289-7511
© 2014 - Todos os direitos reservados