2011
 
Categoria: Medicina/Jornalismo

O jornal O Povo, de Fortaleza e a jornalista Gabriela Silva Meneses são os vencedores da 17ª edição do Prêmio Abramge de Jornalismo Domingo de Lucca Júnior – 2011. O tema deste ano foi ”HPV – Prevenção e Tratamento”. A ganhadora concorreu com quatro matérias de páginas inteiras, publicadas no dia 11 de setembro, no caderno dominical Ciência & Saúde, daquele diário, com o título “Estou com HPV. E agora?”.

A reportagem vencedora ouviu médicos e pesquisadores da Universidade Federal do Ceará e também do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), do Rio de Janeiro, para falar sobre câncer do colo do útero, importante doença provocada pelo Papilomavirus Humano (HPV). Com pauta da editora do caderno Ciência & Saúde, Juliana Matos Brito, a matéria mostrou de modo claro e objetivo não só as causas e tratamentos, mas também falou sobre prevenção, citando a vacina contra o HPV; e abordou ainda casos de pessoas infectadas com o vírus e os tratamentos a que se submeteram.

Segundo a vencedora, a série foi uma oportunidade de reunir todos os ângulos do problema. “A matéria dá uma visão geral do que é o HPV. Conforme fui apurando, percebi que não é possível combater a doença com preconceito. Então, o objetivo do infográfico foi tornar a matéria mais didática e orientar melhor as pessoas”, afirma Gabriela Meneses.



2010
 
Categoria: Medicina/Jornalismo

O diário Jornal do Commercio de Recife e a jornalista Verônica de Almeida Silva são os vencedores da 16ª edição do Prêmio Abramge de Jornalismo Domingo de Lucca Júnior – 2010. O tema deste ano foi ”Acidente Vascular Cerebral (AVC) – Prevenção e Tratamento”. Aganhadora concorreu com uma série de quatro matérias de páginas inteiras, publicadas entre 19 e 22 de setembro último. A série abordou não só as causas e novos tratamentos – pesquisados na capital do Estado de Pernambuco assim como na maior cidade do país – mas também falou sobre prevenção – entre os idosos e na infância. Traz ainda dicas para se reconhecer o Acidente Vascular Cerebral em infográficos e em quadro que mostra a incapacidade e os direitos dos doentes.

“A ideia de reunir todas essas informações em uma série veio da cobertura do setor de Saúde, que faço no dia a dia, resultado de muita observação. Foi quando me deparei com o AVC e seus cuidados tanto na porta dos hospitais, nos centros de tratamentos de fisioterapia e também em denúncia de nossos leitores”, afirma Verônica Almeida, 43 anos, há onze jornalista de saúde do Jornal do Commercio de Recife. Ela também fez especialização em Saúde Pública do Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães, unidade da Fundação Oswaldo Cruz, no Recife, durante um ano. Foi a primeira jornalista a cursar essa especialização, aberta a todas as profissões.
 
Segundo a vencedora, a série foi uma oportunidade de reunir todos os ângulos do problema. “Trata-se de uma questão social, já que o AVC atinge hoje cada vez mais pessoas jovens, que ficam incapacitadas, com sequelas importantes”, diz. Para ela, o Ministério da Saúde deveria considerar a doença como uma de suas campanhas de Saúde Pública, como faz a Organização Mundial de Saúde. “Não existe uma atenção especial para os casos que se acumulam anualmente”, critica.



2009
 
Categoria: Medicina/Jornalismo

Os doutores Paulo Artur de Araújo Amorim e equipe e Luis Henrique Wolff Gowdak e equipe foram os ganhadores do Prêmio Abramge de Medicina de 2009. Devido à alta qualidade dos trabalhos apresentados houve o empate. Eles dividirão o prêmio de R$ 15 mil. As doenças cardiovasculares são as maiores causadoras de morte no mundo e por isso, a Abramge propôs como tema para os Prêmios desta 15º edição de Medicina e Jornalismo “Domingos de Lucca Junior” a “Isquemia Miocárdica - Prevenção e Tratamento”. Já a vencedora na categoria Jornalismo foi Fernanda Strazzacappa Nogueira. Ela receberá a premiação em dinheiro (R$ 10 mil) e todos os vencedores receberão troféu e diploma.

Com o título “Resistência Insulínica na Insuficiência Cardíaca Pós-Infarto: Novo Papel para um Antigo Personagem”, o trabalho de Paulo Artur de Araújo Amorim e equipe, concluiu que o aparecimento de resistência insulínica (RI) no coração pode ser um fator de risco para a insufuciência cardíaca (IC). Já o médico Luis Henrique Wolff Gowdak e sua equipe apresentaram o tema “Terapia Celular Reduz a Isquemia Miocárdica em Pacientes Submetidos a Cirurgia de Revascularização Miocárdica Incompleta”. O objetivo do trabalho é testar a injeção intramiocárdica de células-tronco e células progenitoras hematopoiéticas (CPH) autólogas de medula óssea para aumentar a perfusão miocárdica em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização incompleta do coração.



2008
 
Categoria: Medicina/Jornalismo

Em sua 14ª edição, os prêmios tiveram como tema Controle da Obesidade: Tratamento Cirúrgico versus Tratamento Clínico e receberam inscrições de jornalistas e médicos de todas as regiões do Brasil, com a participação de nove Estados da Federação.
 
Medicina:
Com o objetivo de divulgar a pesquisa científica e o desenvolvimento da Medicina no Brasil, a Abramge convidou os seguintes professores doutores para compor a comissão julgadora do Prêmio de Medicina, encarregada de avaliar e dar notas aos trabalhos inscritos: Fábio Nahas, da Escola Paulista de Medicina da Unifesp, Marco Aurélio Santo e Paulo Engler, da Faculdade de Medicina da USP. A comissão foi presidida por Joamel Bruno de Mello, ex-professor de graduação e pós-graduação da Faculdade de Medicina da USP.
A vencedora foi a médica Emília Sampaio Lopes, com a pesquisa “Estudo comparativo entre tratamento clínico e cirúrgico para obesidade mórbida: experiência do serviço de obesidade mórbida do Centro de Medicina Preventiva da Samcil”. Especializada em clínica geral e cardiologista, a gerente-médica da Medicina Preventiva afirmou que a idéia do trabalho surgiu quando acompanhava pacientes com obesidade mórbida no Centro de Medicina Preventiva da Samcil.
“O nosso objetivo foi comparar os tratamentos em pacientes com obesidade mórbida, avaliando o número de consultas médicas, exames, procedimentos e internações relacionados à doença”, diz a vencedora do Prêmio Abramge de Medicina. A autora conclui que “houve redução significativa da necessidade de consultas e internações nos pacientes estudados”. Emília recebeu troféu, diploma e a quantia de R$ 15 mil brutos das mãos do presidente do Sinamge – Sindicato Nacional das Empresas de Medicina de Grupo –, Alexandre Lourenço.
 
Jornalismo:
Este ano, a comissão julgadora do Prêmio de Jornalismo Domingos de Lucca Júnior, encarregada de avaliar as matérias dos jornais e revistas inscritos, foi presidida pelo jornalista Wilson Lourenço Gomes, ex-assessor de imprensa da Abramge e ex-editor da revista Medicina Social. Formaram o júri do prêmio as jornalistas Neusa Pinheiro, Liliane Simeão, Keli Vasconcelos e Eli Serenza. Para compor a média final dos trabalhos, foram aplicadas notas em cada um dos seguintes quesitos: abordagem do tema; originalidade e ineditismo; estrutura e conteúdo; clareza das análises; consistência das conclusões; confiabilidade das fontes consultadas; alcance social; validade como orientação e esclarecimento aos leitores.
A vencedora da 14ª edição do prêmio foi a jornalista Fabiana de Lima Grillo, com a reportagem intitulada “A cirurgia bariátrica na luta contra o diabetes”, publicada na revista Sabor & Vida Diabéticos, periódico mensal com tiragem de 40 mil exemplares e distribuição nacional. Em sua matéria, Fabiana abordou os vários tipos de cirurgia bariátrica e informou sobre as pesquisas que indicam aquela cirurgia para tratamento de diabetes tipo 2.
Além disso, a reportagem acompanhou durante seis meses a rotina de um paciente diabético, que fez a cirurgia para reverter o quadro diagnosticado. “Acredito que esse tenha sido o grande diferencial (da matéria): acompanhei por seis meses o professor e administrador de empresas, Luiz Fernando Paiva, de 33 anos, paciente daquela cirurgia, desde o pré até o pós-operatório”, lembra a jornalista. Fabiana Grillo recebeu diploma, troféu e R$ 10 mil brutos de Arlindo de Almeida.



2007
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Medicina: O prêmio Abramge de Medicina deste ano, que teve por tema Parto É Normal, foi conferido ao Doutor José Hugo Sabatino, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pelo seu trabalho intitulado Análise crítica dos benefícios do parto normal em distintas posições. A Comissão Julgadora do concurso foi presidida pelo prof. Dr. Joamel Bruno de Mello (Conselheiro do Universo da Qualidade e Professor da Faculdade de Medicina da USP e da Faculdade de Medicina de Santo Amaro) e foi composta pelos médicos Vicente Bagnolli (Professor Associado e Livre Docente do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), Wilson Maça Yuri Arie (Mestre e Doutor pela Faculdade de Medicina da USP e Chefe de Plantão da Casa Maternal Leonor Mendes de Barros) e Ângela Maggio da Fonseca (Livre Docente da Faculdade de Medicina da USP, Professora associada do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP) após a análise dos trabalhos inscritos decidiu, por unanimidade, pelo seu trabalho. O prêmio de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) brutos a que fez jus lhe será entregue no decorrer do jantar de encerramento das atividades de 2007 do sistema Abramge/Sinamge/Conamge/Sinog, no próximo dia 05 de dezembro, no buffet Baiúca Rebouças, na av. Rebouças, 1092, em São Paulo.



2006
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Medicina: A jornalista Veronica Almeida ganhou o Prêmio Abramge Jornalista Domingos de Lucca Neto, deste ano, classificada pela série Doenças vasculares - Somos todos vulneráveis, publicada no Jornal do Comércio, do Recife, PE. Seu prêmio, R$ 7.000,00, troféu e diploma, lhe será entregue em São Paulo, no próximo dia 14, no decorrer das cerimônias de confraternização da Abramge com associados e convidados, ocasião em que serão outorgados também os Prêmios Abramge de Responsabilidade Social, na categoria Educação, para a Hap Vida, do Ceará, e na categoria Saúde, para o Semic, do Rio de Janeiro, RJ. A comissão julgadora do prêmio de jornalismo foi composta pelos profissionais de imprensa, Claudia Atas, Flávio Tiné, Liliane Simeão, Neusa Pinheiro e Sueli Zola, colaboradores da revista Medicina Social. A do Prêmio de Responsabilidade Social, pelos senhores Joel Reche Duran, da Abramge-RP, Alberto José Niituma Ogata, da Fiesp e da Associação Brasileira de Qualidade de Vida, Tammi Allersdorfer, do GRAAC eTelma Sobolh, do Departamento Voluntário Einstein. O prêmio destinado à categoria Medicina não foi concedido.



2005
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Medicina: Diabetes Mellitus - Prevalência, diagnóstico, tratamento e complicações. O médico Evandro José Cesarino, da USP, Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto - SP, e a jornalista Cinthia Dolores Santos Maia Leite, do Jornal do Commercio, de Recife - PE, são os ganhadores dos Prêmios Abramge de Medicina e de Jornalismo deste ano, instituídos e promovidos há mais de 10 anos pela Associação Brasileira de Medicina de Grupo, que teve por tema "Diabetes Mellitus". O trabalho vitorioso da categoria médica teve a participação de Giuliano di Pietro, Vera Lúcia Lanchote e Eduardo Barbosa Coelho. A comissão julgadora desse prêmio foi composta pelos professores Dr. Joamel Bruno de Mello e Dr. Luiz Claudio Menon, da Amesp; Dr. Emil Sabaga, da USP; Dr. Francisco Seguro, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, e Dr. Walter Bloise, da USP. Os textos da Cinthia Dolores a partir de "O alto custo da diabetes", publicados em uma série de três pelo Jornal do Commercio, de Recife, PE, foram os escolhidos pela comissão julgadora do prêmio de jornalismo, formada pelos seguintes profissionais de imprensa: Nelza Cristina, do Jornal de Brasília - DF; Bianca Melo, de O Tempo, de Contagem - MG; Joseane Eliza Martins, de O Estado do Paraná - PR, e Giovani Sandes, do Jornal do Commercio, de Recife - PE. O prêmio - R$ 7.000,00 líquidos, além de troféu e diploma -, atribuído a cada uma das duas categorias participantes, será entregue ao seu ganhador, em São Paulo, no dia 13 de dezembro, no decorrer de um coquetel no Hotel Paulista Plazza. Após avaliar os trabalhos, em suas considerações a jornalista Joseane Martins registrou a seguinte nota, que valoriza sua participação: "...meus pais são diabéticos, inclusive minha mãe é obesa, infartada, tem problema renal e quase nem enxerga mais. Eu tenho alta taxa de glicose no sangue, mas consigo controlar. Por isso, foi muito interessante participar dessa comissão".



2004
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Medicina: A Hipertensão Arterial - Prevenção, tratamento e conseqüencias foi o tema proposto, e o Dr. Mauro Alves, médico, do Rio de Janeiro/RJ, foi o ganhador do Prêmio Abramge de Medicina deste ano, com o trabalho "Prevenção (genética), tratamento e conseqüencias da hipertensão arterial em hemodialisados crônicos", recebendo R$ 7.000,00 líquidos, além de troféu e diploma. O resultado do concurso foi anunciado pelo professor Dr. Joamel Bruno de Mello, presidente do Grupo Amesp de Saúde, que coordenou a comissão julgadora formada pelos médicos Dr. Luiz Antonio Rivetti, professor adjunto em cirurgia cardíaca da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo; Prof. Paulo Rego, formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, doutor em cirurgia torácica e cardiovascular e professor livre docente, junto ao Departamento de Cardio-Pneumologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo; Dr. Maurício Gattaz, médico do Corpo Clínico do Hospital Sírio Libanês, supervisor do PS do Hospital Nove de Julho e chefe da equipe técnica do Hospital Alvorada; e Dr. Clystenes Odyr Soares Silva, professor adjunto em pneumologia da Universidade Federal de São Paulo, especialista em pneumologia e estagiário do Instituto Pauster de Paris.
 
O Prêmio de jornalismo Domingos de Lucca Junior, pela primeira vez, não teve vencedor, vez que os trabalhos concorrentes foram desclassificados por não terem focado o tema proposto. Os prêmios foram entregues no jantar de encerramento das atividades do Sistema Abramge/Sinamge/Conamge/Sinog, em 09 de dezembro de 2004, no Renaissance São Paulo Hotel, em São Paulo.



2003
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Oncologia - situação atual das diferentes neoplasias foi o tema proposto nesse ano, tendo como ganhadores do Prêmio Abramge de Medicina, dr. Renato Heberle, prof. Luis Fernando Moreira, prof. Renato Borges Fagundes, profa. Simone Santana Contu, dr. Fabiano Bevilacqua, dra. Aline de Souza Rosa, profa. Katia Kvitko, com o trabalho "Alterações precoces na mucosa esofágica e fatores de risco para carcinoma epidermóide de esôfago".
 
O resultado do concurso foi anunciado no dia 30 de outubro pelo professor Dr. Joamel Bruno de Mello, presidente do Grupo Amesp de Saúde, que coordenou a comissão julgadora formada pelos médicos Mariangela Corrêa, formada pela Faculdade de Medicina da USP, com pós-graduação no Departamento de Microimunoparasitologia da UNIFESP; Simone Noronha da Silva, oncologista clínica e médica assistente do Hospital Paulistano e do Hospital do Câncer no Departamento de Oncogenética; Elias Abdo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC) e sócio fundador da Sociedade Brasileira de Cancerologia; e Celso Matsumoto, médico com doutorado pela Universidade de São Paulo e fellowship em oncologia e hematologia pelo Fred Hutchinson Cancer Center.
 
Os jornalistas Antonio Marinho, de O Globo, e Luciana Sobral Melo, do Diário de São Paulo, foram os ganhadores do Prêmio Abramge de Jornalismo Domingos de Lucca Neto de 2003, com a matéria intitulada "O alerta do HPV", publicada na edição de 23 de fevereiro desse ano no jornal O Globo, do Rio de Janeiro.
 
A comissão julgadora, coordenada pelo jornalista Wilson Gomes, foi composta por profissionais da imprensa laureados com esse mesmo prêmio em concursos anteriores - os jornalistas Maria Cristina Resende Fonseca, de Belo Horizonte, MG, premiada em 1995; Magda Achutti, de Porto Alegre, RS, em 1996; Márcia Costa de Ávila, de Natal, RN, em 1997; e Sabrina Magalhães, de Bauru, em 1999.
 
Os prêmios foram conferidos aos ganhadores no decorrer do jantar de confraternização do 10º Congresso Abramge e 1º do Sinog, no Hotel Transamérica, em São Paulo.



2002
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Obesidade - Causas, Efeitos e Tratamentos foi o tema proposto para essa edição. O Prêmio Abramge de Medicina foi atribuído ao trabalho intitulado Níveis Séricos de Retinol e Carotenóides em Pré-Escolares Obesos e Eutróficos de Escola do Município de Santo André, SP: Estudo Caso-Controle, produzido em equipe, sob a liderança de Fabíola Isabel Suano de Souza, com a participação de suas colegas Roseli Saccardo Sarni, Rejane Andrea Ramalho, Priscila Catherino, Maria Carolina Cozzi Pires de Oliveira, Cristiane Kochi, Cristiane Félix Ximenes Pessotti e Denise de Oliveira Schoeps, da Faculdade de Medicina do ABC.
 
A comissão julgadora do Prêmio Abramge de Medicina foi presidida pelos doutores e professores Joamel Bruno de Mello, presidente do grupo Amesp; Walter Bloise, livre-docente da USP e professor emérito da Academia de Medicina de São Paulo; Sandra Roberta Gouveia Ferreira, professora livre-docente e chefe do Departamento de Medicina Preventiva da Unifesp, e Carlos Alberto Malheiros, professor adjunto do departamento de cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas e chefe da área de Estômago e Duodeno da Santa Casa de São Paulo.
 
O Prêmio Abramge de Jornalismo Domingos de Lucca Júnior foi destinado a Lena Castellón, Lia Bock e Mônica Tarantino, pela matéria intitulada Um Drible nas Tentações, publicada na revista Isto É, da editora Três, edição nº 1.698, de 17 de abril de 2002.
 
A comissão que avaliou os trabalhos de jornalismo, coordenada pelo assessor de imprensa da entidade Wilson Gomes, foi formada pelos jornalistas Deire Carlos Assis, do jornal O Popular, da Organização Jaime Câmara, de Goiânia, GO; Graziela Reis, de O Estado de Minas, Belo Horizonte, MG; João Alceu Júlio Ribeiro, de O Estado do Paraná, Curitiba, PR; José Pacheco Maia Filho, de A Tarde, de Salvador, BA; e Luciana Miranda, de O Estado de S. Paulo, São Paulo, SP.
 
Os prêmios foram entregues no jantar de encerramento das atividades do Sistema Abramge/Sinamge/Conamge/Sinog, em 12 de dezembro de 2002, no Paulista Plaza Hotel, em São Paulo.



2001
 
Categoria: Medicina/Jornalismo

Assstência à Saúde na Infância foi o tema desse ano, com a proposta/sugestão de três enfoques: "Novos Modelos de Atendimento", "Programas Pediátricos para um Crescimento Saudável" e "Efeitos e Conseqüências da Vida Moderna".
 
A equipe coordenada pela doutora Fabíola Isabel Suano de Souza, da Faculdade de Medicina do ABC, SP, foi a ganhadora na categoria medicina. Ela se compunha de Cristiane Felix Ximenes, Cristiane Kochi, Denise de Oliveira Schoeps, Maria Carolina Cozzi Pires de Oliveira Dias, Priscila Catherine e Roseli Saccardo Sarni. O prêmio de jornalismo coube a Leonardo Monteiro Valente, pela matéria Violência Verbal, publicada no jornal O Globo, do Rio de Janeiro.
 
A comissão julgadora da categoria medicina foi formada pelos médicos professor Joamel Bruno de Melo, da Comissão Científica da Abramge; Fátima Rodrigues Fernandes, do Hospital Ewaldo Foz; Jarbas Salto, da Cigna Saúde; Luiz Vicente Ferreira da Silva, da Medial Saúde; e Regina C. da Cunha, do Hospital Jaraguá. Para a escolha do melhor trabalho jornalístico decidiu-se inovar, estendendo a participação para profissionais de outros Estados, de modo que fosse formado um júri mais eclético e não mais só de São Paulo. Assim, foram convidados e participaram os jornalistas Rosa Falcão, do Diário de Pernambuco, de Recife, PE; Gustavo Fernandes da Silva, do jornal Extra, do Rio de Janeiro; Fernanda Barutini, do Agora São Paulo; Sandra Mota, do Diário de S. Paulo; e Wilson Gomes, da Abramge. Cópias dos trabalhos publicados foram enviados a cada membro dessa comissão, para emitirem suas notas.
 
A entrega dos prêmios foi feita no jantar de congraçamento de fim de ano, ao concluir-se o 9º Congresso Abramge, realizado no Hotel Intercontinental, no Rio de Janeiro.



2000
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Atenções e Programas de Saúde na Terceira Idade foi o tema da edição desse ano, que consagrou o trabalho Novos Paradigmas do Modelo Assistencial do Setor Saúde: Conseqüência da Explosão Populacional dos Idosos no Brasil, de autoria da equipe coordenada pelo médico, PhD em saúde pública pela Universidade de Londres, professor adjunto Renato Peixoto Veras, e constituída pelo mestre em saúde coletiva, médico, professor assistente Roberto Lourenço; pela nutricionista, mestre em nutrição humana, Claudia S. F. Martins; pela assistente social, com especialização em saúde do idoso, e mestre em psicopedagogia pela Universidade de Havana, Cuba, Maria Angélica S. Sanchez e pelo médico, PhD em epidemiologia do envelhecimento pela Universidade Johns Hopkins, EUA, Paulo Henrique Chaves, da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI) da UERJ.
 
O prêmio de jornalismo foi dividido para os autores das matérias A Evolução dos Maiores de 60 Anos e Menos Limite e Mais Autonomia, respectivamente de autoria das jornalistas Dinaura Landini e Stella Galvão, na edição de agosto/2000, da Revista InCor, do Hospital do Coração, de São Paulo.
 
A seleção dos trabalhos de medicina coube à equipe formada sob a direção do Dr. Joamel Bruno de Mello, presidente da Comissão Científica da Abramge; Milton de Arruda Martins, professor de Clínica Geral da FMUSP e diretor do Serviço de Clínica Geral do Hospital das Clínicas, da FMUSP; Luiz Roberto Ramos, chefe da disciplina de Geriatria do Departamento de Medicina da Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina; Milton Luiz Gorzoni, chefe do Departamento de Medicina da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; e João Torniolo Neto, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.
 
A escolha do trabalho jornalístico coube a Eduardo Ribeiro, diretor da editora Jornalistas & Cia. e colunista do Jornal dos Jornais; Estela Viana, repórter do Panorama Setorial, do jornal Gazeta Mercantil; Gilberto Nascimento, editor de Educação da revista IstoÉ; Rosângela Dólis, editora de Fundos & Cia. e de Suas Contas, do jornal O Estado de S. Paulo, e Seu Dinheiro, do Jornal da Tarde; Sandra Mota, do Diário Popular; e Wilson Gomes, da Abramge.
 
Os prêmios foram entregues em cerimônia realizada no Hotel Transamérica, em São Paulo.



1999
 
Categoria: Medicina/Jornalismo
 
Indicaçoes e Conseqüencias do Parto Normal ou Cirúrgico foi o tema escolhido para a 5S ediçao desta fase do premio, que foi atribuído ao estudo Viabilidade da Reduçao de Cesáreas em Maternidade Pública da Cidade de Sao Paulo - A Estratégia de Auto-Auditoria e os Possíveis Níveis de Intervençao, de autoria do médico pediatra e neonatologista Gabriel Alberto Brasil Ventura, do Hospital Universitário da USP; e a matéria intitulada Parto Normal - Toque Final de uma Obra-Prima, da repórter Sabrina Magalhaes, divulgada em 5/11/1999, pelo Jornal da Cidade, de Bauru, SP. Mereceu destaque, com mençao honrosa, a matéria de Cristiane Ballerini, Parto Normal, a Volta por Cima, publicada na revista Crescer, ediçao ns 70, de setembro de 1999. O trabalho de medicina foi selecionado pelos médicos professor Joamel Bruno de Mello, diretor da Comissao de Assuntos Científicos da Abramge; e pelos médicos Conceiçao A. M. Segre, coordenadora do Curso de Perinatologia do programa de pós-graduaçao do Hospital Israelita Albert Einstein; Soubhi Kahhale, professor livre-docente de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP; Vicente Renato Bagnoli, responsável pelo setor de Ginecologia Endócrina e Malformaçoes Genitais da Clínica Ginecológica do Hospital das Clínicas da FMUSP; e Luiz Camano, presidente da Comissao Nacional de Assistencia ao Parto e Tocurgia da Federaçao Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, Febrasgo.
 
A comissao julgadora dos trabalhos jornalísticos foi constituída por Adriana Castilho, editora do Panorama Setorial da Gazeta Mercantil; Carla Gullo, editora de Medicina e Bem-Estar da revista IstoÉ; Fanny Zygband, editora de Saúde do Diário Popular, de Sao Paulo; e Wilson Gomes, de Medicina Social, da Abramge.
 
Os ganhadores receberam os seus premios no decorrer do jantar de encerramento das atividades anuais da Abramge, realizado no Hotel Blue Tree Park, em Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco.



1998

Categoria: Medicina/Jornalismo

A importância da medicina preventiva foi o foco desse ano em que foram premiados o doutor Valdes Roberto Bollela, do Grupo Sao Francisco, de Ribeirao Preto, SP, pelo trabalho Doenças Cardiovasculares e Diabetes Mellitus: a Prevençao é o Tratamento mais Eficaz, e o jornalista Eduardo Gracioli Teixeira (Duda Teixeira), da revista Saúde, da editora Abril, pela matéria A Pequena Problemática. Como de hábito, a premiaçao foi cumprida no decorrer das festividades de encerramento do ano, no espaço para eventos do Clube Rosa Rosarum, em Sao Paulo.
 
As comissoes que julgaram os trabalhos foram constituídas, respectivamente: para os de Medicina, o professor Joamel Bruno de Mello, diretor da Comissao Científica da Abramge; Edmir Felix da Silva, diretor clínico do Hospital Evaldo Foz, de Sao Paulo; José Carlos Seixas, professor do Departamento de Prática da Faculdade de Saúde Pública da USP; Marco Akerman, coordenador do curso de pós-graduaçao em Administraçao de Serviços de Saúde da Faculdade de Medicina do ABC, SP; e Milton de Arruda Martins, professor de clínica geral da Faculdade de Medicina da USP. Para os trabalhos jornalísticos, André Soliano, do Universo On Line, do Grupo Folhas; Andréa Botelho, do jornal O Estado de S. Paulo; Fabiana Buscaro, da Gazeta Mercantil; Germano Oliveira, chefe de reportagem da sucursal paulista de O Globo; e Wilson Gomes, pela Abramge.



1997

Categoria: Medicina/Jornalismo

Infecçao Hospitalar, com o objetivo de estimular o debate, o estudo e o controle do problema, foi o tema desse ano em que, excepcionalmente, o concurso foi estendido para graduandos de medicina. O Premio Abramge de Medicina foi outorgado ao trabalho da equipe composta pelos doutores Tânia Cristina de Oliveira e Maria Luiza Moretti Branquini, professoras da disciplina de moléstias infecciosas da Faculdade de Ciencias Médicas da Universidade de Campinas (Unicamp), SP, Richard P. Wenzel e Michael B. Edmond, da Division of Quality of Healthcare, Medical l College of Virginia, Virginia Commonwealth University, Richmond, VA, USA. O trabalho vencedor da categoria de graduandos foi o de autoria do academico Thiago Ribeiro Silva, da Faculdade de Medicina de Campos, da cidade de Campos dos Goytacazes, RJ.
 
As jornalistas Márcia Costa de Ávila, do Diário de Natal, do Rio Grande do Norte, com o texto O Desafio da Infecçao Hospitalar, e Letícia de Sá Nogueira, do Diário Regional, de Juiz de Fora, MG, com a matéria O Que é Infecçao Hospitalar? dividiram a premiaçao. As comissoes que examinaram os trabalhos estiveram assim formadas: medicina - professor Joamel Bruno de Melo, da Faculdade de Medicina da Universidade de Sao Paulo; Jacyr Pasternak, chefe do Departamento de Infecçao Hospitalar do Hospital Beneficencia Portuguesa, de Sao Paulo; Sérgio Barsanti Wey, coordenador do Departamento de Infecçao Hospitalar do Hospital Sao Paulo; Gonzalo Vicina Neto, professor da cadeira de Administraçao Hospitalar da Faculdade de Saúde Pública e Hospital das Clínicas da FMUSP (atualmente diretor da Anvisa - Agencia Nacional de Vigilância Sanitária); e Antonio Tadeu Fernandes, chefe do Departamento de Infecçao Hospitalar do Hospital Santa Catarina, da capital, SP. A comissao que avaliou os trabalhos jornalísticos foi formada pelos seguintes profissionais: Stela Galvao, repórter de O Estado de Sao Paulo; Reinaldo Mestrinel, editor responsável do Jornal do Cremesp; José Hamilton Ribeiro, do Globo Rural (revista e TV); Ana Paula Barbulho, assessora de imprensa do Sindhosp e editora da revista Dignitas Salutis; Ana Cecília Americana, diretora do Sindicato dos Jornalistas do Estado de Sao Paulo; e Wilson Gomes, editor da revista Medicina Social e assessor de imprensa da Abramge.
 
A cerimônia de entrega dos premios e festividades de encerramento de ano foram realizadas no Hotel Meliá, em Sao Paulo.



1996

Categoria: Medicina/Jornalismo

A Importância do Médico Clínico Geral foi o tema proposto, e o premio para a categoria médica foi concedido ao médico Luís Carlos Lima da Silva, do Homocentro, da Universidade Federal do Ceará, pelo seu trabalho O Clínico Geral na Realidade Brasileira. Pela sua importância, quatro trabalhos concorrentes fizeram jus r mençao honrosa, excepcionalmente concedida pela comissao julgadora aos seus autores: os doutores Cássio Ravaglia, endocrinologista dos hospitais Evaldo Foz e Oswaldo Cruz e do Instituto de Gastroenterologia, de Sao Paulo; Thiago Ferreira da Silva, da Faculdade de Medicina de Campos da Fundaçao Pereira Nunes, de Campos de Goytacazes, RJ; Mônica Lima Cunha, da Universidade Federal do Paraná, Curitiba; e Celso Grimaldi Cabral de Andrade, da Casa de Saúde Grajaú e dos postos de assistencia médica do Méier e de Del Castilho, na cidade do Rio de Janeiro.
 
O concorrente vitorioso na categoria jornalismo foi a jornalista Magda Achutti, do jornal Zero Hora, de Porto Alegre, pela matéria Um médico tamanho família.
 
A comissao examinadora dos trabalhos de medicina foi constituída pelos médicos Álvaro F. Coutinho, superintendente da Interclínicas; Irany N. Moraes, presidente da Federaçao Brasileira de Academias de Medicina; professor Joamel B. de Mello, clínico geral; professor Milton Arruda Martins, titular da disciplina clínica geral da Faculdade de Medicina da USP. Os trabalhos dos profissionais de imprensa foram avaliados sob a supervisao médica do clínico geral Edmir Felix da Silva Júnior, pelos jornalistas Ana Paula Barbulho, da revista Dignitas Salutis e do Jornal do Sindhosp; Joel dos Santos Guimaraes, chefe de redaçao da sucursal paulista do jornal O Globo; Audálio Dantas, ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado de Sao Paulo e diretor do jornal Debate e Desenvolvimento; e Wilson Gomes, editor da revista Medicina Social.
 
As festividades de encerramento das atividades do ano e entrega dos premios aos vencedores foram realizadas no Clube Alto de Pinheiros, em Sao Paulo.  



1995

Categoria: Medicina/Jornalismo

O tema proposto foi Uso da Alta Tecnologia X Custos da Assistencia Médica. E o premio para a categoria médica foi atribuído ao trabalho intitulado Assistencia Médica, Tecnologia e Custos, de autoria de dois médicos oficiais da Força Aérea Brasileira, brigadeiro Hamilton da Costa Cardoso e major Paulo de Tarso C. Araújo, ambos do Hospital da Força Aérea do Galeao. Uma mençao honrosa foi concedida a dois estudantes primeiranistas do curso médico da Fundaçao Universidade do Rio Grande, RS, Petterson de Jesus Floriano e Nelson Baptista de Campos.
 
O premio de jornalismo foi outorgado r repórter Maria Cristina Resende Fonseca, do Diário do Comércio, de Belo Horizonte, MG, e foi concedida uma mençao honrosa ao jornalista e economista Ib Teixeira, por matéria publicada na revista Conjuntura Econômica, de agosto daquele ano.
 
As comissoes julgadoras foram constituídas, respectivamente, pelos médicos Cássio Ravaglia, professor de endocrinologia e metabologia da USP; Flávio Heleno Poppe de Figueiredo, membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgioes; Jayme Rosenbojn, presidente do Conselho da Administraçao do Hospital Ana Costa, de Santos, SP; Juljan Czapski, fundador (e primeiro sócio-honorário) da Abramge e do primeiro grupo médico brasileiro; professor Luiz Carlos Araújo Moraes Rego, da Escola de Administraçao de Empresas, da FGV; e pelos jornalistas Altair Silva, de O Estado de S. Paulo; Clélia Cardin, da TV Record e diretora dio Sindicato dos Jornalistas do Estado de Sao Paulo; Celso Arnaldo Araújo, chefe de reportagem da revista Manchete, em Sao Paulo; Fabrício Marques, da sucursal paulista do Jornal do Brasil; e Domingos de Lucca Júnior, assessor de imprensa da Abramge. Presidiu os trabalhos dessa comissao o médico Edmir Félix da Silva Júnior, diretor clínico do Hospital Evaldo Foz, de Sao Paulo.
 
O ganhadores em cada categoria receberam os seus premios na festa de confraternizaçao e encerramento das atividades do ano, realizada na Sociedade Hípica Paulista, de Sao Paulo, ocasiao em que o presidente da Abramge, Dr. Arlindo de Almeida, comunicou o falecimento, ocorrido dias antes, do jornalista Domingos de Lucca Júnior, responsável pela assessoria de imprensa do Sistema Abramge/Sinamge/Conamge, relembrando sua importante atuaçao e informando que o Premio Abramge de Jornalismo passaria a levar o seu nome.


 

 

Compartilhe este conteúdo:


Rua Treze de Maio, 1540 - Bela Vista - São Paulo - SP | CEP.: 01327-002 | Tel.: 11 3289-7511
© 2014 - Todos os direitos reservados